Feliz Dia dos Pais, Pai!

No dia das mães eu falei dos atributos artísticos que eu herdei da minha mãe e então decidi, neste dia dos pais, falar um pouco do que eu herdei do meu pai também.
Eu nunca canso de dizer - por isso vou dizer de novo - que eu tenho muito orgulho do meu pai. Como professora eu escuto muito coisas do tipo: "coitado, não tem pai/mãe!", entre outras coisas, e o meu pai ficou órfão de pai e mãe em seis meses, quando tinha apenas 12 anos. E ele, cresceu na vida com muito esforço, é um homem digno, de caráter, pai e esposo dedicado e mesmo gostando muito do trabalho, nunca se esquece da gente, sempre tem tempo e bons conselhos. Eu me vejo no meu pai como essa pessoa família e me espelho no seu caráter. Outra coisa que nos parecemos muito, além da aparência como muitos acham, é no humor! Estamos sempre fazendo piadinhas, mesmo que os outros não entendam elas logo de cara e que quando entendem, não acham a menor graça, rs, continuamos do mesmo jeito!



Ao meu pai, marido, meus avôs e tio - em memória - e à todos os demais pais, um feliz dia!

Beijos,


2 comentários:

  1. tirando seus pumzinhos lá em Itanhaém, pai sofre.

    ResponderExcluir
  2. Bacana essa reflexão dos atributos herdados dos pais!

    ResponderExcluir